Quem Escreve

Zao Make up Portugal

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Vegetarianismo

Olá a todas(os)! Espero que a semana esteja a ser incrível! Leram o post anterior? Falamos sobre AngelKi.

Aproveito para vos informar que hoje e amanhã estarei na Feira Alternativa, na Alfândega do Porto, a fazer terapias e até mesmo para uns momentos de conversa! Aguardo a vossa visita! Estarei com a FreeFlow Arca d’Água, uma equipa cheia de energias positivas.


Hoje o tema que vamos abordar aqui n’A Magia da Saúde, é sobre Vegetarianismo. Incrível, coincidência ou não, é um tema que vai muito de encontro ao que é vivenciado e apoiado por maior parte das pessoas da FreeFlow. Um espaço que está sempre com atividades de showcooking e mesmo workshops de vegetarianismo e veganismo.


O que é o vegetarianismo?

O vegetarianismo é uma opção alimentar que exclui todos os tipos de carne e peixe. A alimentação vegetariana baseia-se numa grande variedade de alimentos de origem vegetal. Hoje em dia, existem inúmeros restaurantes vegetarianos que têm opções de pratos tradicionais que são adaptados ao vegetarianismo (como por exemplo, a francesinha ou bacalhau à brás), podem encontrar também inúmeras receitas com vegetais que são incrivelmente deliciosos e bastante nutritivos. 

Existem várias razões para as pessoas tornarem-se vegetarianas, uma delas é para evitar a morte desnecessária de animais, que muitas vezes é feita sem qualquer respeito e de forma cruel. Outros motivos conhecidos são: ambientais, de saúde, espirituais ou religiosos. 

Este tipo de alimentação já é habitual ao longo dos séculos e em muitas partes do mundo! Antes de surgir a palavra “vegetariano”, em 1842, o vegetarianismo era nomeado como regime vegetal ou regime pitagórico (segundo Pitágoras). Em Portugal, a primeira Sociedade Vegetariana surgiu a 1911.


De acordo com vários estudos, o vegetarianismo causa menos poluição e gasta menos recursos para ser produzida em comparação com a alimentação que recorre aos produtos de origem animal.


Que tipos de vegetarianismo existem?


Existem vários tipos de vegetarianismo, sendo que existe muito a dizer sobre cada um, mas aqui vou deixar apenas uma pequena descrição.


Vegan

Neste tipo de vegetarianismo é excluído qualquer tipo de carne e peixe, incluindo produtos de origem animal (ovos, lacticínios, mel, gelatina). As pessoas que defendem este tipo de vegetarianismo também não usam qualquer produto de origem animal (couro, seda, lã), assim como cosméticos de origem animal e testados nos mesmos.


Lacto-Vegetariano

Este tipo de vegetarianos não come ovos na sua dieta. 


Ovo-vegetariano

Incluem ovos na sua alimentação, mas excluem o leite e todos os seus derivados. 


Ovo-lacto-vegetariano

Esta é a forma mais clássica e mais popular. As pessoas que defendem este regime alimentar comem lacticínios e ovos, embora excluam a carne, o peixe e os produtos alimentares provenientes dos animais.


Frugívoro (ou frutívoro)

Alimentam-se apenas de frutos, grãos e sementes. É uma alimentação muito parecida ao vegan, mas só ingere frutas e verduras que não matam árvore ou planta, evitando todas as raízes (cebola, batata).


Crudívoro

Estas pessoas ingerem apenas alimentos crus. Os alimentos são comidos no estado natural e geralmente sem recurso a conservantes, temperos, fermentações ou preparos culinários.




Existe idade certa para se tornar vegetariano?


O vegetarianismo é apropriado para todas as idades. A Associação Dietética Americana afirma que qualquer dieta vegetariana, desde que bem planeada, é apropriada para qualquer fase do ciclo de vida. Inclusivé, atletas de alta competição podem, sem problema algum, recorrer a este tipo de alimentação.


Quantas pessoas já recorrem a este tipo de alimentação?


O vegetarianismo tem estado em crescimento em todo o Mundo. Segundo um estudo estatístico feito para o Centro Vegetariano em 2007, haveria nessa altura 30.000 vegetarianos em Portugal, ou seja, 0,3% da população. Em Setembro de 2017, repetiram os estudos e demonstram uma evolução surpreendente. O número de vegetarianos quadruplicou, com 1,2% de portugueses a não consumirem carne ou peixe. Nos Estados Unidos, o consumo e a procura de carne têm vindo a diminuir desde 2006, e, um inquérito de 2009-2010 revelou que, nas universidades americanas, 12% dos estudantes se identificou como vegetarianos. Existe cada vez mais procura de informação sobre vegetarianismo.



Para saberem mais sobre o impacto que teria se, cada vez mais pessoas aderisse a este tipo de alimentação podem consultar este artigo que achei muito interessante: http://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-38129638

É importante salientar que, para mudar para este regime dietético é necessário ter em atenção os nutrientes e vitaminas que o nosso organismo necessita e onde se pode encontrar com facilidade sem ter de recorrer a vitaminas sintéticas. O vegetarianismo é possível ser um regime alimentar saudável e em que nenhuma vitamina ou nutriente mais específico fique em deficiência. Um exemplo que é mencionado muitas vezes é a vitamina B12. Esta vitamina é importante para os neurónios, para o sangue e para o metabolismo, e pode ser encontrada nas nozes e sementes, assim como em folhas verdes, frutas e vários vegetais. “Se comermos 100 gramas de vagem, beterraba, cenoura e ervilha, teremos metade do dito requerimento mínimo diário de vitamina B12, desde que nossa digestão e absorção estejam normais” (https://saudenaturalperfeita.wordpress.com/2014/08/10/deficiencia-de-vitamina-b12-em-veganos-e-um-mito/).


Espero que o post vos tenha sido útil. Para a próxima 6ª-feira cá estarei com um novo tema, escolhido por vocês!

Que tema gostariam que fosse abordado 
para a próxima 6ª-feira?


Os temas que já foram sugeridos anteriormente e não foram abordados são:

1 – Sons binaurais e seus benefícios
2 – Naturopatia
3 – Massagem Breema
4 – Homeopatia
5 – Acupunctura nas Crianças

Mil beijinhos & xi-💓 bem apertadinho!
Vemo-nos, por aqui, na próxima 6ª-feira,
Enfª Mónica Soares

18 comentários:

  1. Achei o post super interessante, gostava tanto de me tornar vegetariana! Ah e voto nos sons binaturais!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  2. Adorei seu blog, parabéns, tenho vários amigos que são vegetarianos e eles estão sempre me explicando coisas novas rs e agora percebi que é super interessante, estudarei mais sobre o assunto.

    ResponderEliminar
  3. Post bastante interessante, gostei muito de ficar a saber mais algumas coisa sobre o vegetarianismo que ainda não sabia.
    Voto nos sons binaurais ou na massagem Breema, beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Muito bom o seu post falando sobre esse assunto que é importante, pois pode haver pessoas que não entende muito o que é ser vegetariano. Ser um vegetariano é ter mais saúde, com uma alimentação boa, e além de trazer muitos benefícios para a pessoa. Gostei muito das informações sobre o assunto, tem muitos esclarecimentos aqui pra quem deseja se tonar um vegetariano, bjs.

    ResponderEliminar
  5. oieee
    achei seu post bem original e acho mega importante falar sobre esse assunto, já que muitas coisas sobre o vegetarianismo muitas pessoas não sabem, incluindo os beneficios e as opções. Adorei as informações e irei repassar. Sucesso

    ResponderEliminar
  6. Olá, tudo bem?
    Amei o post! Eu sabia o que era vegetarianismo, mas descobri muitas coisas novas neste post. Infelizmente, mesmo com tantos benefícios, eu não consigo seguir esta alimentação, mas acho incrível quem segue. Próximo post, voto pelo tópico 1.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Que interessante! Eu realmente não sabia que existiam tantos outros tipos de vegetarianos além dos vegans e ovo-lacto-vegetariano. É muito legal saber da existência de todas essas formas de se alimentar e respeito demais eles por irem contra tudo o que nossa sociedade nos coloca e não comerem carne e respeitarem os animais. Parabéns por esse post, é sem sombra de dúvidas uma porta para muitas pessoas conhecerem mais e colocarem em prática acima de tudo o amor pelos animais. Adorei!

    ResponderEliminar
  8. Óptimo "post", sem dúvida! Assunto polémico, mas cada vez mais ganha destaque e mais pessoas adquirem a consciência de que muita coisa está errada no tipo de alimentação tradicional, seja pelo que se come, seja pelos processos que passam os animais até chegarem às nossas mesas... Eu ando sempre a dizer que vou tornar-me vegetariana, mas até agora só consegui retirar as carnes vermelhas da alimentação cá de casa. É que dá um bocadinho de trabalho o estudo/pesquisa necessária para se ter uma alimentação equilibrada ao retirar os alimentos de origem animal e depois, é uma série de hábitos que já estão enraizados em nós...Mas aos poucos chegarei lá, nem que seja a meio caminho (já que não sou dada a extremismos). ;)

    ResponderEliminar
  9. ola tudo bem ? Ainda quero ser vegetaria , estou na Ra e já consegui eliminar 80 % da carne vermelha , estou me concientizando para ter uma vida 100% mais saúdavel , mais não é muito facil quando somos criados e vivemos em meio de pessoas carnivoras , mais vou conseguir. Bjsssss

    ResponderEliminar
  10. Oiiiiie, Eu ainda não consigo acompanhar o vegetarianismo ;( mas eu queria mesmo e vou tentar ainda tenho dificuldades sabe rsrs,o assunto pra trazer é legal pra conversar também e descobrir coisas novas.

    ResponderEliminar
  11. Eu queria tornar-me vegetariana mas por questões de saúde a minha médica disse-me que não é aconselhável para mim.
    Muitas vezes as minhas refeições são completamente isentas de carne e peixe e sou grande apreciadora de tofú, vegetais, sementes etc.
    Mas confesso que adoro um bom hamburguer ou um bom bife :)
    Gostei bastante do post e sugiro a Masagem Breema para o próximo.

    ResponderEliminar
  12. Olá!

    Seu post foi bem completo e interessante. Não sabia que existia tanto "tipos" de veganos é o que era excluído da rotina alimentar. Amo carne por isso ser vegetariana é algo difícil para mim. Mas quem sabe,né?

    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  14. Que post maravilhoso, nem imaginava que tinham tantas variações de vegetarianos. Aqui em casa consumimos muitos legumes e vegetais, tento substituir algumas refeições em que usaria carne por berinjela e abobrinha, por exemplo. Além de ficar uma delícia, é bastante saudável. Mas ainda não conseguimos nos libertar da carne, só reduzimos bastante o consumo durante a semana. Mas quem sabe um dia né?!

    Beijão querida! ;)

    https://di-kah.com/

    ResponderEliminar
  15. Eu acho primordial todos terem esta informação antes de discriminar ou criar opiniões sobre o vegetarianismo.Vejo muito preconceito encima,mas eu ainda torço para que uma sociedade inteira toma consciência destas informações para si.Eu adorei as informações estão muito clara e correntes.Parabéns pela matéria.Vou compartilhar.Grande Beijo!!

    ResponderEliminar
  16. Ola tudo bem? Quanta coisa que não sabia! As vezes ou não ouvimos falar mesmo ou não nos interessamos por procurar entender a ideia do outro. Nem sabia que existia tipos de vegetarianos! Isso é espetacular! Obrigada por esclarecer!
    bjs

    ResponderEliminar
  17. Confesso que não conseguiria aderir a 100%, mas que amo muitos partos vegetarianos amo :)

    ResponderEliminar

Deixa o teu comentário. É muito importante para mim saber a tua opinião. Respondo sempre... Vai passando para saberes a resposta.

BeijinhoBom*